quarta-feira, 2 de agosto de 2006

O dia em que visitei a Zambézia

montagem feita por mim

Neste dia eu fui à praia, em algum lugar da remota Zambézia. O dia estava lindo e as pessoas muito animadas. Madonna deu as caras por lá, meio perdida no tempo, ainda usava seu visual True Blue... Ela não me pareceu muito bem, estava com um olhar distante e meio sôfrego, embora glamourosa como sempre. O lugar era muito bem freqüentado, gente vip, gente vop gente vup... (além de gente vap e gente vep também). Uma bela moça, representante da Coca-cola naquele país, veio me confessar sua alegria em ter, mesmo com mais de 90 anos, mantido um visual jovial e fresco. Eu perguntei se ela não havia feito algum tipo de plástica, ela disse que não, havia tudo sido benefício de litros e mais litros de Coca-cola ao longo da vida. Não sei como ela está por dentro mas por fora ela está realmente muito bem, diga-se de passagem. Quem concordou comigo foi a Hichiro Nakata, uma modelo da Benetton um pouco lesada da cabeça que vestia gorro de lã e cachecol em pleno verão africano. Mas fazer o quê? Ah! Patolino estava por lá também. Ele trabalhava como salva-vidas num posto avançado perto de Bay-north. No cumprimento do seu ofício, foi tentar salvar uma garotinha que se afogava e, com um pneu de carro e duas correntes de aço, acabou arremessando a pobre infante em direção ao desconhecido. Patolino, Patolino, pare de ser louco, dopado e enfurecido, isso não vai levar você a lugar nenhum... No final da tarde, já com o estranho sol esverdeado da costa da Zambézia se pondo, uma garotinha órfã do Iraque e seu gatinho Laden-Bin-Ozama, apareceram para pedir um colete com muitos bolsos. Eu não tinha mas a Madonna lhe cedeu sua jaqueta de couro preto, presente de George Michael para ela quando a década de 90 acabou. Não era um colete cheio de bolsos mas era uma jaqueta cheia de bolsos. A menina agradeceu timidamente, afastou-se mexendo na jaqueta, desapareceu atrás de umas dunas e, depois uma forte explosão, encheu os verdes céus do entardecer Zambézio com tons de laranja e vermelho profundos. Foi o mais belo entardecer que eu já vi.

Publicado pela primeira vez em 14/10/2004